Banco CTT – Introdução

banco ctt

O Banco CTT é uma subsidiária detida a 100% pelos CTT (Correios, Telégrafos e Telefones).  O Banco CTT nasce da evolução natural dos serviços financeiros já prestados pelos CTT , instituição com uma história e experiência com mais de 500 anos.

Em Novembro 2015, o grupo CTT apresentou a identidade corporativa do Banco CTT, imagem e respetivas aplicações. Foram apresentados como atributos principais: Proximidade, Simplicidade e Transparência.

A operação do Banco CTT é suportada organicamente nas Lojas CTT e também em canais online e mobile.

A cobertura nacional do grupo e a experiência na prestação de serviços financeiros são fatores importantes. Poder-se-á concluir que estes fatores resultaram na conquista de mais de 100 mil clientes, em apenas 9 meses de atividade.

No entanto, este jovem banco com dois anos de funcionamento, lidera já o ranking de queixas ao Banco de Portugal.  Do número de reclamações em 2017, o Banco CTT destaca-se devido às reclamações relativas ao crédito ao consumo.

Fruto ou não desta “jovialidade”, o Banco CTT surge com 6,85 reclamações por cada mil contas. Em soma, 24 vezes mais queixas do que a média do sistema bancário neste segmento (0,29). (Dados do Relatório de Supervisão Comportamental, que descreve as atividades de regulação e de supervisão do Banco de Portugal)

Um panorama mais animador se poderá verificar no crédito à habitação.  Neste setor o Banco CTT mostra a sua competitividade.  Por exemplo, ao oferecer comparticipação das despesas associadas à transferência do crédito da casa.

A comparação de produtos, como crédito à habitação, continua a ser um aspecto de concorrência entre bancos para conseguir clientes.

Uma das estratégias dos bancos passa pela comparticipação das despesas associadas à transferência do crédito da casa.

Assim, para os clientes interessados em transferir o crédito, isto pode ser sinónimo de poupanças significantes que pesem no orçamento familiar.

Conforme o site ECO (Economia Online), são pelo menos três bancos que fazem esta comparticipação: o BCP, o Banco CTT e o Bankinter.

Por isso, para quem tenha um crédito à habitação é sempre útil estar informado e comparar. Relativamente a este aspeto, o Banco CTT assume 0,5% do montante do crédito transferido, em financiamentos acima de 50 mil euros. O Banco compromete-se ainda a reembolsar as comissões de abertura de processo e formalização, após contratação do crédito. Estas condições são válidas para transferências formalizadas até 31 de dezembro.

Em créditos com capital acima de 100 mil euros, o Banco CTT assume ainda as despesas de avaliação do imóvel. Ainda mais, oferece para pagar os custos da formalização do crédito em notariado.

Estas regalias são válidas para propostas de transferências aceites a partir de 7 de maio de 2018. Estas transferrências devem estar formalizadas até ao final deste ano em modelo de Documento Particular Autenticado.

Esta competitividade no mercado financeiro do Banco CTT pode ser vista também no anúncio feito a 24/07/2018,  pelos Correios de Portugal.  Nesse comunicado,  o Banco CTT anuncia a compra da 321 Crédito, numa aquisição que esperam ver concluída no primeiro trimestre de 2019 :

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os CTT adiantaram que “celebraram hoje um acordo com a Firmus Investimentos SGPS, entidade controlada pela Cabot Square Capital LLP e pelo Eurofun para a aquisição de 100% do capital social de 321 Crédito, instituição financeira de crédito, por um preço de 100 milhões de euros, a liquidar em numerário, na data de conclusão da transação”.

De salientar que a 321 Crédito é especializada na concessão de crédito para a compra de veículos automóveis usados por clientes de retalho, através de uma rede de pontos de venda.

banco ctt

 

0/5 (0 Reviews)

Comments are closed.